Museu do Cartão de Crédito

16/09/2019 - Conta digital Fitkb oferece crédito a pequenas empresas pelo mercado financeiro

« Voltar

VALOR 


A gestora digital de crédito Kobold e a plataforma de gestão de meios de pagamentos FitBank criaram a joint venture Fitkb para oferecer contas digitais a pequenas empresas com um diferencial. Além de serem usadas para transações à vista, elas darão acesso a crédito via mercado de capitais.

“Nosso objetivo é dar às pequenas empresas, fintechs, marketplaces e até às desbancarizadas opções mais baratas de crédito do que elas encontram hoje no mercado”, diz Fernando Ribeiro, principal executivo da Kobold. “Serão condições próximas às obtidas pelas grandes companhias.”

Ao oferecer esse tipo de conta, o Fitkb quer viabilizar que companhias inovadoras como as fintechs promovam sua expansão sem ter de trazer sócios, mas via crédito e com possibilidade até de alavancagem. O mais comum do lado do investidor que financia essas companhias é comprar participação acionária. Por estar em estágios iniciais, essas empresas não possuem os balanços sólidos que costumeiramente são pedidos e analisados por quem concede crédito.

No caso do Fitkb, os processos de análise e avaliação de riscos são facilitados pela expertise dos sócios. A Kobold surgiu em 1994 para conceder crédito a empresas em dificuldades. Nesses anos, construiu uma base de dados e um sistema próprio de avaliação de crédito. Nos últimos anos, decidiu migrar a infraestrutura para atender fintechs e pequenas e médias empresas a um custo mais acessível. O risco de crédito, explica Ribeiro, da Kobold, é mensurado pelas informações geradas e não pela média do mercado. “Nosso sistema gera muita informação, o que reduz o risco. Assim, conseguimos ser eficientes mesmo para valores pequenos.” O acesso aos recursos será via mercado porque a plataforma vai integrar as empresas a fundos de investimento em direitos creditórios (FIDCs).

O FitBank tem quatro anos de vida e, a partir de uma inteligência própria de roteamento de ordens e controle, tem um sistema de contas digitais que controla diversos tipos de meios de pagamento, como TEDs, QR Code, P2P, emissão e pagamento de boletos, liquidação de todos os tipos de contas de consumo, impostos, recargas, saque, e emissão de cartões. O sistema FitBank está interligado a 12 bancos. “Nós iremos prover a infraestrutura para que a fintech possa cumprir seu papel de aprimorar produtos e ideias sem se preocupar com o funding ou o backoffice”, diz João Chacha, sócio do FitBank.

Na visão dos sócios, todo tipo de empresa pode identificar dentro de sua cadeia de negócios etapas em que oferecer essa conta com crédito fará sentido. Eles exemplificam com uma varejista desejando estreitar relacionamento com fornecedores, empresas de gestão de condomínio, agentes de turismo, empresas de benefícios e fretes. “Vamos olhar o desenho dessas cadeias de operações para atendermos o ecossistema inteiro”, diz Otávio Farah, sócio do FitBank. O serviço do Fitkb pode ser “white label”, sem que o nome da joint venture apareça ao usuário.

O primeiro cliente do Fitkb é o BankOne, que oferece a empresas a possibilidade de emitir um cartão-convênio aos seus colaboradores, que permite antecipação salarial. No modelo convencional, poderia demorar mais de um mês até que esse cartão chegasse ao funcionário. Esse seria o prazo para análises e aprovações de cadastro da empresa, dos colaboradores, do crédito; e para a emissão e envio do cartão. Esse plástico poderia ser usado apenas em uma rede de estabelecimentos conveniada, sem a funcionalidade do pagamento de contas.

Na estrutura digital do Fitkb, por conta do sistema FitBank, todo o processo pode ser finalizado em um dia. E o funcionário se transformará num correntista com acesso a um aplicativo, que permitirá pagamento de contas via QR Code, boletos, transferências, e que poderá ser utilizado em praticamente qualquer estabelecimento. Todo o processo obedece às regulamentações do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários.

Abrir uma conta digital hoje se tornou simples, mas muitas ficam apenas abertas, sem uso. O fato de a conta ter entrada de recursos via crédito tende a torná-la mais acessada, avaliam os sócios.

 

 

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio