Museu do Cartão de Crédito

07/06/2019 - Adyen: novo player da guerra das maquininhas tem clientes como Netflix, Uber e Facebook

« Voltar

INFOMONEY 

Por: Paula Zogbi

A plataforma de pagamentos holandesa Adyen anunciou na semana passada sua entrada no mercado de brasileiro de credenciadoras físicas, as famosas maquininhas. Disponíveis a partir deste mês para toda a base de clientes da companhia, os terminais serão adotados primeiro pela Amaro, utilizando um conceito apelidado Unified Commerce (comércio unificado), otimizado à era do varejo omnichannel.

Com a chegada desse produto no mercado nacional, a Adyen se torna pioneira em pagamentos ponta a ponta no país, aproveitando uma característica que a maioria das concorrentes não tem: ter nascido digital.

Com isso, todos os terminais da companhia estão conectados na mesma nuvem utilizada para as transações eletrônicas de seus clientes. Nesse sistema, os clientes podem pagar em seu próprio idioma com todos os principais métodos de pagamento, como cartões de débito, crédito, carteiras digitais (via NFC para Google Pay; Apple Pay; Samsung Pay).

Por estarem conectados, os terminais das lojas físicas permitem o reconhecimento de clientes que já realizaram compras online – base do conceito omnicanalidade. “Com todos os terminais conectados, o lojista pode ainda monitorar e analisar o desempenho em tempo real de dados gerados em todos os canais, localidades e etapas da jornada de pagamentos, um ganho de controle e visão significativo sobre a operação e as necessidades dos clientes”, diz a empresa.

"Ao contrário do mercado tradicional de pagamentos, que ainda está migrando o mindset para o mercado online, a Adyen já chegou ao Brasil em 2011 com uma estratégia totalmente digital", diz Jean Christian Mies, presidente da Adyen para a América Latina. "Agora estamos passando toda essa experiência, tecnologia e know-how comprovados pelo sucesso de nossos clientes para integração com o mundo físico".

De acordo com a empresa, mais de 50 milhões de brasileiros já são impactados por suas tecnologias de pagamentos. Entre seus clientes estão empresas como Netflix, Uber e Facebook.

O primeiro cliente a adotar as maquininhas da Adyen será a varejista de moda Amaro, cujas lojas físicas funcionam como um chamariz para as compras virtuais: o cliente que entra em um dos guide shops da marca de roupas finaliza a compra através de tablets.

"Um dos maiores focos da Amaro sempre foi oferecer a experiência do varejo do futuro a nossos clientes, e os nossos Guide Shops são uma parte fundamental desse plano – eles são a extensão da marca no mundo offline", afirma Roberto Thiele, CTO e co-fundador da Amaro.

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio