Museu do Cartão de Crédito

20/12/2018 - Santander fica com 100% da Getnet ao comprar fatia residual de 11,5%

« Voltar

VALOR 

Por: Álvaro Campos 

O Santander Brasil informou que a Manzat Inversiones e Guilherme Alberto Berthier Stumpf, acionistas minoritários da Getnet, exerceram a opção de venda prevista no contrato celebrado em 2014, de forma que o banco adquirirá a totalidade das ações pertencentes a eles. Isso correspondente a 11,5% do capital social da Getnet, pelo que o Santander pagará o valor de R$ 1,431 bilhão. Com a compra da fatia residual, o Santander passa a ter 100% da Getnet.

Segundo o Santander, a aquisição das ações dos minoritários estará sujeita à aprovação prévia concedida pelo Banco Central e à celebração dos termos da transferência. “O Santander Brasil manterá seus acionistas e o mercado em geral informados acerca de quaisquer novos fatos relevantes atinentes à operação.”

Com uma oferta pautada em tecnologia e no relacionamento com o Santander, a credenciadora de cartões Getnet avança sobre o território das líderes do mercado, as veteranas Cielo e Rede. Desde que o Santander adquiriu o controle do negócio, em 2014, por R$ 1,1 bilhão, a Getnet mais que dobrou sua participação no mercado. No segundo trimestre, a companhia alcançou uma fatia de 13,2% do volume de transações com cartões de crédito e débito no país. O ritmo acelerou do ano passado para cá, quando a empresa ampliou o leque de produtos e serviços.

Originalmente, a Getnet era uma empresa gaúcha de processamento de transações com cartões da qual o Santander era sócio. A empresa cuidava da parte tecnológica da operação, enquanto o banco fazia a antecipação de recebíveis para lojistas. “A Getnet é uma empresa de tecnologia. Nasceu assim e continua sendo assim”, disse ao Valor em agosto o presidente da companhia, Pedro Coutinho.

No universo dos terminais físicos, a empresa também ampliou a oferta e dobrou sua base de maquininhas (POS) em dois anos, para cerca de 900 mil unidades — a Cielo tem 1,5 milhão e a Rede, 1,1 milhão de maquininhas. O plano é oferecer produtos para todos os segmentos de clientes. A companhia entrou há um ano na venda de maquininhas para micro e pequenas empresas — essa modalidade, lançada pela PagSeguro, tem sido seguida por todos os concorrentes. Cielo e Rede colocaram seus produtos no mercado nos últimos meses.

 

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio