Museu do Cartão de Crédito

11/09/2018 - Nubank tem prejuízo maior no 1º semestre

« Voltar

VALOR

Álvaro Campos 

 

O Nubank teve um prejuízo de R$ 50,889 milhões no primeiro semestre, com piora de 30,6% na comparação com o resultado negativo de R$ 38,950 milhões no mesmo período do ano passado. O resultado financeiro, no entanto, teve elevação de 86,6%, para R$ 227,665 milhões.

A receita operacional registrou expansão de 138,0%, a R$ 196,877 milhões. As despesas de pessoal tiveram alta de 58,4%, a R$ 60,025 milhões. Já as despesas administrativas avançaram 65,7%, a R$ 36,607 milhões.

 "A receita total do primeiro semestre de 2018, montante que resulta da soma da receita operacional (correspondente à taxa de intercâmbio) e da receita financeira (proveniente de juros e rendimentos), indica um aumento substancial de crescimento em comparação à receita do primeiro semestre de 2017. Esse aumento também se reflete no portfólio de recebíveis de cartão de crédito da instituição", diz o relatório da administração.

O saldo das operações de crédito feitas com o cartão de cor roxa era de R$ 4,718 bilhões em junho, um avanço de 106,8% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O resultado final foi afetado pela linha "provisão para perda do valor recuperável", que ficou negativa em R$ 226,726 milhões no primeiro semestre.

Em assembleia geral extraordinária, realizada em 08 de março de 2018, o Nubank aprovou aumento de capital de R$ 478,402 milhões, com emissão de 58.270.564 ações ordinárias. A subscrição foi liderada pelo fundo DST Global. Na ocasião, o Nubank foi avaliado em US$ 1 bilhão, segundo o fundador e presidente da emissora de cartões, David Vélez. No total, a empresa já recebeu US$ 328 milhões em capital.

 

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio