Museu do Cartão de Crédito

25/11/2016 - Novos canais de acesso impulsionam inclusão financeira

« Voltar

Por Danylo Martins | De São Paulo | Valor Econômico

O processo de inclusão financeira no país mostra avanço nos últimos anos. O percentual de adultos com algum relacionamento bancário atingiu 84,5% em 2014, ante 82,6% em 2013, segundo o Relatório de Inclusão Financeira, do Banco Central (BC). Praticamente todos os municípios do país contam com pelo menos um ponto de atendimento, entre agências, caixas eletrônicos e correspondentes. A parcela de municípios que tinha mais de 15 pontos por 10 mil adultos passou de 14%, em 2005, para 73%, em 2014.

A figura do correspondente bancário teve um papel decisivo para que o acesso a produtos e serviços financeiros chegasse a pequenas cidades, lembra Marcelo Noronha, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). "A entrada pelo interior viabilizou a inclusão por meio de cartão de crédito e conta corrente", afirma. Hoje, segundo ele, há penetração significativa dos cartões nas classes sociais mais baixas. "De setembro de 2014 a setembro deste ano, a posse de cartões entre pessoas com renda de até três salários mínimos subiu de 38% para 47%."

A tendência é que a evolução dos canais digitais continue ampliando o acesso. "Os meios de pagamento são peças importantes para a inclusão bancária, especialmente o mobile banking", destaca Gustavo Fosse, diretor setorial de tecnologia e automação bancária da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). As transações via dispositivos móveis são impulsionadas, entre outros fatores, pelo crescente uso de smartphones. Segundo pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV), o número de aparelhos chegou a 168 milhões em maio e a projeção é que, até 2018, os smartphones alcancem 236 milhões de unidades.

Para chegar ao público de menor renda, os bancos procuram unir o avanço da tecnologia à força do cartão como meio de pagamento. O Bradesco tem parceria com 18 empresas de diferentes segmentos, incluindo redes varejistas, como Casas Bahia, Lojas Americanas e C&A, para distribuição de cartão de crédito 'private label'. "A gente observa crescimento da penetração de cartões a partir de não correntistas", diz Cesario Nakamura, diretor do Bradesco Cartões.

O Banco do Brasil aposta em uma conta de pagamentos que pode ser aberta pelo aplicativo do banco no celular. Lançada neste mês, a modalidade segue a regulamentação do Banco Central, que permite movimentar até R$ 5 mil por mês e dá direito a um cartão de débito da bandeira Elo. "A união entre mobilidade e o conceito de contas de pagamento destrava algumas barreiras para o processo de bancarização", aponta Raul Moreira, vice-presidente de negócios de varejo do BB.

Segundo o executivo, mais de 300 mil pessoas vão mensalmente às agências da instituição para abrir uma conta, sendo que 70% desse público poderiam ter conta simples, para operações básicas, como saques, depósitos e transferências. Com a chamada Conta Fácil, o cliente escolhe entre um pacote gratuito ou um com tarifa de R$ 9,90 por mês, valor que pode ser convertido em crédito para celular. A expectativa é que o produto seja mais procurado por pessoas com renda mensal de até R$ 4 mil.

A ContaSuper, startup adquirida em março pelo Santander, funciona de maneira semelhante, com quatro opções de planos que variam de R$ 5,90 a R$ 10,60 por mês. "O modelo de baixo custo é uma premissa, pois temos uma estrutura enxuta, que se apropria de infraestrutura já existente, como as máquinas de autoatendimento", afirma Ezequiel Archipretre, CEO da ContaSuper, que prevê fechar o ano com cerca de 800 mil clientes. Até o primeiro trimestre de 2017, a meta é 1 milhão.

A Caixa Econômica Federal tem investido em uma série de aplicativos para facilitar o acesso e a inclusão financeira, segundo Valter Nunes, diretor de estratégia de canais e operações do varejo. O banco público também disponibiliza uma conta pré-paga em parceria com a TIM e a Mastercard, com limite de saldo de R$ 5 mil mensais. Por meio de SMS, a conta possibilita realizar operações simples.

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio