Museu do Cartão de Crédito

06/07/2016 - Cartão presente cresce como incentivo e premiação

« Voltar

Por Rosangela Capozoli | Para o Valor, de São Paulo

Tão importante quanto premiar e incentivar um colaborador, é a forma como esse prêmio é oferecido. Para um número cada vez maior de empresas, o uso do cartão presente já se tornou o meio ideal para ações de incentivo, de promoção e premiação dentro da companhia. O resultado é um crescimento disparado no faturamento dos operadores de vendas desses cartões para o mercado corporativo. Aberta cinco anos atrás, a Incentivale Marketing de Incentivo, uma dessas empresas, cresce 50% ao ano em receita e tem faturamento anual superior a R$ 100 milhões

A meta era aumentar a receita em mais de 50% em 2016, mas esse crescimento já foi atingido em maio", disse Renato Gomes, sócio diretor da empresa. "Acreditamos que o mercado brasileiro de cartão presente tenha um potencial de 1% do volume de recursos movimentados no varejo não expandido", estimou. Em 2014, segundo dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, o varejo não expandido movimentou R$ 1,2 trilhão e registrou queda de 4,3% no ano seguinte.

"Fazemos um elo entre o varejista e três grandes canais, que são campanhas de venda direta, incentivo, e programa de troca de pontos", explicou. O cartão presente, ou gift card, é dinheiro nas mãos do portador.

A companhia representa mais de 70 marcas e, de acordo com Gomes, a estimativa do mercado corporativo como um todo, incluindo incentivo e premiação, mas não limitado à venda do cartão presente, está entre R$ 9 bilhões a R$ 12 bilhões por ano.

Gomes falou durante a 21ª edição do Cards Payment & Identification Congress, que aconteceu entre os dias 15 e 17 de junho, no Center Norte, em São Paulo. Sua palestra tratou do "Pré Pagos Corporativos: Operação de Gift Cards de Redes Fechadas".

Para o executivo, as empresas valorizam o cartão presente porque, entre outras razões, permite que as premiações não tenham de ser feitas em espécies, nem impliquem em questões trabalhistas. "Além disso, o cartão tem isenção de tributação, o que ocorreria no ponto de venda, reduzindo o custo da empresa e o impacto operacional", afirmou.

A Incentivale atua apenas na área corporativa, de acordo com o executivo, já são mais de 1, 5 mil companhias. Entre os setores, o de eletroeletrônico e informática responde por 23% das vendas, outros 15% correspondem à área de comunicação e arte, e 15% programas de incentivo de pontos.

 

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio