Museu do Cartão de Crédito

17/11/2015 - Clientes da Vivo vão poder pagar fatura com cartão de débito

« Voltar

Por Murillo Camarotto | De Brasília | Valor Econômico

A partir deste mês, os clientes da operadora de telefonia móvel Vivo poderão usar cartões de débito para pagar suas faturas. Em um primeiro momento, as operações vão estar disponíveis somente nas lojas próprias e nos estabelecimentos com os quais a empresa mantém parceria comercial, como pontos de venda de chips, por exemplo. A Vivo conta hoje com mais de 30 milhões de clientes pós-pagos.

O piloto do novo modelo será realizado até o segundo trimestre do ano que vem, quando a operadora pretende universalizar os pagamentos pelo chamado POS - nome técnico da máquina de cartão. O objetivo é que, no futuro, os pagamentos também possam ser realizados em redes de varejo e sejam estendidos à modalidade de crédito.

A estratégia é uma reação ao movimento pelo qual os bancos deixarão de receber contas de consumo nos guichês. Segundo apurou o Valor, instituições como o Banco do Brasil e o Itaú Unibanco estão oficializando às concessionárias de serviços públicos (telefonia, água, energia elétrica e TV a cabo, por exemplo) os planos de encerrar já em 2016 o recebimento de contas "na boca do caixa".

Segundo fontes nos bancos, o processo corre paralelamente à inclusão digital dos clientes. Com a popularização da banda larga e dos smartphones, vem crescendo a fatia das operações realizadas por dispositivos móveis. Mesmo assim, usar funcionários das agências para o recebimento das contas continua incomodando as instituições. Isso porque o custo médio de liquidação de uma fatura no guichê é dez vezes superior ao pagamento feito por meios eletrônicos.

No Banco do Brasil, por exemplo, as cobranças "na boca do caixa" estão em queda livre e respondem hoje por 5% do volume total de pagamentos recebidos. No Bradesco, a parcela é de 8%.

O problema é que ainda há quem faça questão de pagar pessoalmente suas contas. Já houve casos de clientes que denunciaram a órgãos de defesa do consumidor a recusa dos bancos em receber os pagamentos. Isso ocorreu, por exemplo, quando as instituições financeiras deixaram de receber as contas de luz da AES Eletropaulo.

Para os clientes que exigem o atendimento humano, o Banco do Brasil vai manter esse tipo de operação nas casas lotéricas e nas agências dos Correios, onde o custo é menor. Em nota, o Banco do Brasil informou que "revê continuamente sua estratégia de atendimento buscando alinhar eficiência operacional com a satisfação de seus clientes".

Já a Vivo, não deu detalhes de sua estratégia. Por meio de sua assessoria, a operadora informou apenas que "está sempre testando e desenvolvendo soluções para facilitar o dia a dia do cliente, bem como as mais diversas opções de meios de pagamento". O Itaú Unibanco informou que não iria se manifestar.

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio