Museu do Cartão de Crédito

03/08/2015 - Guardei meu dinheiro num aplicativo

« Voltar

Clayton Melo | IstoÉ Dinheiro

As marcas de consumo e serviço nos Estados Unidos estão percebendo que, ao possibilitarem ao consumidor a utilização do celular como uma carteira digital, conseguem manter-se próximas da clientela e, assim, fidelizá-la. As startups de tecnologia, por sua vez, também passaram a oferecer soluções de pagamento móvel com o objetivo de facilitar diferentes atividades do dia a dia. No centro desse movimento estão os aplicativos. “A tendência nos EUA é o pagamento móvel, junto com recursos de localização disponíveis nos smartphones, ser usado pelas marcas para estreitar o relacionamento com os consumidores”, diz Marcelo Castelo, da agência brasileira F.Biz, que mantém desde 2013 um escritório em Miami.

Entre as grandes marcas que apostam nesse tipo de estratégia no mercado americano estão redes de fast food como Burger King, McDonald’s e Domino’s. Uma das que mais se destacam, no entanto, é a Starbucks. Pelo projeto da rede de cafeterias criada por Howard Schultz, o cliente baixa o programa no smartphone e cadastra seu cartão de crédito no sistema. Em seguida, estipula uma quantia como limite, que ficará numa espécie de carteira virtual pré-paga. Para pagar a conta, basta abrir o aplicativo e passar o celular em cima do código de barras do boleto. A cada item consumido, o cliente acumula pontos, que depois se revertem em descontos nos produtos.

Hoje, esse aplicativo é responsável por mais de seis milhões de pagamentos por semana nos EUA e representa mais 15% da receita da Starbucks. Além das marcas de consumo, também apostam nesse segmento startups como a Postmates. Trata-se de uma plataforma que viabiliza a entrega de diversos tipos de produtos. Funciona assim: o consumidor baixa o programa e diz, por exemplo, que quer comprar uma lata de ervilhas. A solicitação fica visível aos entregadores cadastrados, e um deles se candidata a comprar o pedido em algum supermercado conveniado.

O sistema de pagamento não envolve dinheiro físico ou de plástico. Como o cliente já cadastrou seu cartão de crédito no aplicativo, o valor da mercadoria é debitado automaticamente pelo Postmates, que se encarrega de pagar o entregador e o supermercado. Lançado em 2011, o programa ultrapassou recentemente a marca de um milhão de entregas. Se moda pegar, é possível que, em breve, os consumidores não se contentem mais com compras em lojas sem ganhar algum agrado em troca.

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio