Museu do Cartão de Crédito

06/12/2014 - CSU inicia operação de shopping on-line

« Voltar

Por Gustavo Brigatto | De São Paulo | Valor Econômico

Há mais de duas décadas trabalhando com a prestação de serviços para outras empresas, a CSU CardSystem decidiu lançar seu primeiro produto próprio voltado aos consumidores: o site de comércio eletrônico Opte Mais.

No ar desde a semana passada, a página funciona no modelo de shopping de lojas virtuais, ou "marketplace". Nele, lojistas colocam suas ofertas no site administrado por outra empresa. A ideia é aproveitar o fluxo de visitantes à página principal para conseguir a divulgação de ofertas com um custo inferior ao que seria necessário em uma campanha de marketing.

O modelo de negócio é parecido com o de companhias como eBay, Mercado Livre, Amazon e Alibaba. O shopping ganha uma participação nas vendas feitas pelas lojas. No caso da CSU não haverá um percentual fixo, ele será definido nas negociações com cada parceiro, disse ao Valor Marcos Ribeiro Leite, presidente da CSU. A companhia não vai ter estoque e distribuir produtos. Ela trabalhará apenas com as ofertas dos parceiros. "O mercado brasileiro tem uma lacuna. Trata-se de um segmento pouco atendido", disse o executivo. Em sua avaliação, os grupos internacionais que já atuam no país ainda têm operações pequenas e têm barreiras para crescer. "É preciso ter uma estrutura local, uma rede bem estruturada. Isso leva tempo e nós já temos pronto", disse.

Até agora, são 20 varejistas cadastrados e em processo de adesão. Entre os nomes que já integram a lista estão Casas Bahia, Ponto Frio, Walmart.com, PB Kids e Ri Happy. De acordo com Leite, a ideia é ter produtos de diferentes setores, incluindo viagens, moda, pet shop, saúde e beleza. Além de grandes varejistas, também está nos planos atrair comerciantes de menor porte. A escolha desses parceiros levará em conta o perfil da página, seu potencial de crescimento e sua reputação com os consumidores.

A investida no comércio eletrônico é o passo mais recente na estratégia de diversificação de receitas da CSU. Especializada no processamento de transações de cartão de crédito e na prestação de serviços de call center, a companhia entrou recentemente no mercado de serviços de centros de dados. O próprio Opte Mais é um produto lançado há pouco tempo. Num primeiro momento, no entanto, ele vinha sendo oferecido apenas para outras empresas interessadas em criar programas de fidelidade ou montar suas operações de comércio eletrônico. Entre os clientes estão a Vivo e as Lojas Pernambucanas. O plano de diversificação começou a ser traçado há cerca de três anos.

As novas áreas de atuação representam atualmente menos de 10% da receita da CSU, mas devem ganhar mais volume no médio prazo. A expectativa é que em um período de três a cinco anos, elas ajudem a CSU a dobrar sua receita. No terceiro trimestre, a receita da companhia avançou 11,3%, para R$ 111,3 milhões. O lucro líquido saltou 188,5%, para R$ 3,1 milhões. O desempenho foi favorecido pelo avanço na área de cartões.

Na avaliação de Leite, a incursão direta no mercado de comércio eletrônico não representa um desvio de rota para a CSU. "Há uma sinergia com as outras áreas da companhia. Nós temos experiência em relacionamento com clientes", disse o executivo. Nos próximos 60 dias, a companhia investirá R$ 3 milhões em uma campanha de marketing digital para divulgar o Opte Mais. De acordo com Leite, o início da nova operação não vai levar a incremento significativos nas despesas da companhia. No momento, 30 pessoas trabalham diretamente no site.

Preencha os campos ao lado e receba nossas notícias:

Rua Visconde do Rio Branco, 1488 - 18º andar – Centro – Curitiba/PR

© 2012 Museu do Cartão - Todos os direitos reservados - Powered By Totalize Internet Studio